16º Congresso Nacional ANAMT Medicina do Trabalho

Os saberes, condições e competências essenciais para o cuidado com a saúde dos trabalhadores, impactados por um cenário de profundas transformações políticas socioeconômicas e ambientais, estarão em pauta durante a 16ª edição do Congresso Nacional da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT), em Foz do Iguaçu, de 14 a 19 de maio.

16-congresso-nacional-anamt-medicina-do-trabalho-recife

A programação terá conferências sobre assuntos como os efeitos da crise econômica na precarização do trabalho e da saúde; os desafios e as perspectivas para os especialistas nos cenários futuros; as novas tecnologias em empresas de saúde; o papel do Médico do Trabalho dentro das organizações, entre outros temas que trarão à tona os desafios à vida do trabalhador com o objetivo de refletir e trocar experiências.

O Congresso de Foz do Iguaçu surge como “convite para que possamos intervir com efetividade sobre os determinantes das relações entre saúde e trabalho”, no entender do Dr. Zuher Handar, presidente da ANAMT.

Os profissionais da área “precisam estar preparados para lidar com questões como o desemprego crescente – fenômeno mundial que provoca a desigualdade social, fragiliza as relações e resulta em sérias implicações à saúde e à vida do trabalhador”, de acordo com o presidente.

O evento será uma oportunidade de aprendizado e atualização, por meio dos cursos pré-congresso, conferências, mesas redondas, painéis e simpósios, que contarão com a participação de renomados profissionais do Brasil e do exterior. Durante o Congresso também haverá prova para obtenção de título de especialista. E, no dia 19, será realizado o Seminário de Perícias Médicas Trabalhistas.

Convidados:

Internacionais

Alberto Andreani – (Urbino, Itália)
Graduado em Direito na Universidade de Urbino, Itália. Professor de “Sistemas de Lei de Gestão de Segurança do Trabalho” e membro da Comissão Técnico-Científica do  Observatório para o acompanhamento permanente da legislação e da jurisprudência sobre a segurança do trabalho do Departamento de Direito da Universidade de Urbino “Carlo Bo”. E “membro do Grupo Técnico da Região Marche (Itália) para a prevenção e segurança nos ambientes de trabalho e participa, como tal, na Coordenação Técnica Regional para a Prevenção no Local de Trabalho. Foi juiz honorário do Tribunal de Pesaro de 13 março de 1996 a 08 de junho de 2009, onde desenvolveu as funções de Ministério Público (VPO) e de Juiz (GOT).

Alfonso Cristaudo – (Pisa, Itália)
Professor de Medicina do Trabalho pela Universidade de Pisa (Itália). Secretário Nacional do ICOH Itália. Membro da Comissão Executiva Nacional do SIMLII e Presidente da Câmara Regional de Toscana do SIMLII. Coordenador da Comissão Permanente de Educação, Diretrizes e credenciamento de médicos do trabalho de SIMLII.

Carlos Aníbal Rodríguez (Argentina)
Médico especializado em Medicina do Trabalho. Foi diretor nacional de Saúde e Segurança no Trabalho e gerente geral da Superintendência de Riscos do Trabalho (Argentina). Na Espanha, dirigiu os primeiros centros de saúde laboral. Foi Ministro do Trabalho e Seguridade Social, em Santa Fé (Argentina). Colabora como expert na Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Jukka Takala (Singapura)
Atual presidente da ICOH – Comissão Internacional de Saúde Ocupacional. Doutor em Ciências (PhD) em Saúde e Segurança Ocupacional. Professor Adjunto da Tampere University of Technology (Finlândia) e Consultor Sênior do Ministério da Mão de Obra, em Cingapura. Ocupou vários cargos na OIT em África, na Ásia e na sede da OIT (Genebra) como Diretor do Programa InFocus Global sobre SafeWork.

Salvador Moncada Lluís (Espanha)
Médico especializado em Medicina do Trabalho. Doutor em Saúde Pública e Metodologia de Investigação Biomédica. Foi diretor do Centro de Saúde do Trabalho do Instituto Municipal de Saúde Pública de Barcelona. Atualmente é responsável do Centro de Referência em Organização do Trabalho e Saúde do Instituto Sindical do Trabalho, Ambiente e Saúde.

Nacionais

Elizabeth Costa Dias (Belo Horizonte – MG)
Médica Sanitarista e do Trabalho. Doutora em Saúde Coletiva. Professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social da UFMG. Coordenadora do Projeto de Revisão das Competências Requeridas para o exercício da Medicina do Trabalho (ANAMT).

Marcia Agosti (São Paulo – SP)
Médica sanitarista com especialização em Medicina do Trabalho. Mestre em Administração em Saúde. Foi professora na área de Saúde Pública. Há 11 anos dedica-se ao gerenciamento de riscos à saúde em ambientes corporativos e é gerente de programas de saúde da GE do Brasil.

Naomar Almeida Filho (Salvador – BA)
Médico, Mestre em Saúde Comunitária, PhD em Epidemiologia. Professor de Epidemiologia no Instituto de Saúde Coletiva da UFBA. Reitor da UFBA de 2002 a 2010. Autor de extensa bibliografia no campo da Saúde Pública, Epidemiologia, Epistemologia e Ensino Médico.

René Mendes (São Paulo – SP)
Médico Sanitarista e do Trabalho. Mestre, doutor e livre-docente em Saúde Pública/Saúde Ambiental. Foi professor da Unicamp e da Faculdade de Medicina da UFMG. Exerceu cargos de direção na Fundacentro, Ministério da Saúde, Ministério do Trabalho, Organização Pan-Americana/OMS (Washington) e na Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Ricardo Luiz Coltro Antunes (Campinas – SP)
Graduado em Administração Pública, mestre em Ciência Política e doutor em Sociologia. Professor titular do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas e leciona disciplinas como Sociologia do Trabalho e Sociologia de Karl Marx, na Unicamp.

Fonte: congressoanamt2016.com.br